sexta-feira, 26 de agosto de 2016



Heráclito

Heráclito camina por la tarde
De Éfeso. La tarde lo ha dejado,
Sin que su voluntad lo decidiera,
En la margen de un río silencioso
Cuyo destino y cuyo nombre ignora.
Hay un Jano de piedra y unos álamos
Se mira en el espejo fugitivo
Y descubre y trabaja la sentencia
Que las generaciones de los hombres
No dejarán caer. Su voz declara:
Nadie baja dos veces a las aguas
Del mismo río. Se detiene. Siente
Con el asombro de un horror sagrado
Que él también es un río y una fuga.
Quiere recuperar esa mañana
Y su noche y la víspera. No puede.
Repite la sentencia. La ve impresa
En futuros y claros caracteres
En una de las páginas de Burnet.
Heráclito no sabe griego. Jano,
Dios de las puertas, es un dios latino.
Heráclito no tiene ayer ni ahora.
Es un mero artificio que ha soñado
Un hombre gris a orillas del Red Cedar,
Un hombre que entreteje endecasílabos
Para no pensar tanto en Buenos Aires
Y en los rostros queridos. Uno falta.


quinta-feira, 25 de agosto de 2016

https://pt-pt.facebook.com/teatrotrindade/
 
 

Conferências do Trindade 2016

Os três últimos eventos desta 3ª Edição das Conferências do Trindade, 2016, que abordam temas aliciantes das práticas culturais e artísticas:

A EDIÇÃO DE LIVROS EM PORTUGAL, por Bárbara Bulhosa - 20 de Setembro | 18.30H 

O HOMEM  QUE NÃO SE CONSEGUIA ESQUECER, por Maria Filomena Molder - 22 de Novembro | 18.30H

ACTIVAR, ESCUTAR E SURFAR OU O TEATRO COMO PRÁTICA DE SENTIR, por Ana Pais - 13 de Dezembro | 18.30H 

quarta-feira, 24 de agosto de 2016



 
Um mês de Lisboa na Rua, a 8ª Edição do festival dos espaços públicos de Lisboa a abrirem-se às mais diversas manifestações da cultura, ao fim da tarde, até Outubro.

Da PROGRAMAÇÃO, dirigida a diferentes públicos e sensibilidades, destaca-se a apresentação integral das Sinfonias de Beethoven que entre 28 de Setembro e 1 de Outubro, a Orquestra Metropolitana de Lisboa vai fazer ouvir no Terreiro do Paço.
 
Projeto da iniciativa da Câmara de Beja, o FESTIVAL DE CONTOS DO MUNDO (1ª Edição - anual) propõe-se promover a leitura, a narração oral e a literatura.
Em Beja, a “cidade dos contos”, estarão convidados de 50 países para, em associação com o encontro PALAVRAS ANDARILHAS (14ª Edição - bianual), dar enfase à categoria narrativa do conto, na perspetiva da tradição oral.
As cerca de 50 sessões de contos previstas decorrerão entre o Jardim Público, instituições particulares de solidariedade social, estabelecimento prisional e em 10 lugares de freguesias rurais do concelho (iniciativa “Contos D'ir Ó Fresco”)
Além de que haverá um Mercadinho Andarilho: mostra e venda de obras de artistas plásticos | tendas de livros no Jardim Público | exposições e instalações no jardim e na Biblioteca Municipal de Beja | poesia no Teatro Municipal Pax Julia
O Festival de Contos e o 14.º Palavras Andarilhas vão decorrer entre Quarta-Feira e Domingo com estes PROGRAMAS.
“ […] Palavras Andarilhas são hoje, um encontro de reflexão em torno da narração oral e da promoção da leitura, para mediadores especialistas e uma FESTA da palavra contada , lida e dita de carácter generalista, dirigido a uma grande diversidade de públicos que buscam em Beja uma experiência cultural centrada na palavra, na memória e no património.De 25 a 28 de Agosto em Beja, a Cidade dos Contos."

quarta-feira, 17 de agosto de 2016


Nouveau Realisme = novas perceções do real

(do 1º manifesto)

Comissariada por SophieDuplaix, a exposição ‘O NOVO REALISMO’, patente no CENTRO POMPIDOU DE MÁLAGA, até Setembro de 2016, torna evidente uma apropriação alternativa das imagens e dos objetos da sociedade de consumo.



sexta-feira, 12 de agosto de 2016

LIVROS com temáticas de DESPORTO
 
(com vista para os jogos olímpicos do Rio de  Janeiro, 2016)
 
 
 
 
 
[informação relevante e comentários da organizadora acedendo à hiperligação]

quarta-feira, 10 de agosto de 2016