quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Teatro Rápido
 “para gente com pressa”
 Peças para ver em 15 minutos


Na Rua Serpa Pinto (Chiado), o Teatro Rápido, inaugurado em Maio, desafia o público com um conceito novo que oferece peças de teatro curtas a preços acessíveis (3 / 4 €).  O tema do mês de Setembro é “O Tempo”.
 O Teatro Rápido é composto por quatro salas, nas quais, no próprio dia, são apresentadas quatro peças, com a duração de 15 minutos,uma em cada sala e que ficam um mês em cena, de Quinta a Segunda – Feira. Ao fim de semana, duas das salas recebem, pela manhã, peças infantis.
Às 17h30 começa a primeira micropeça, e as sessões vão até às 21h30, horário a que começam os espetáculos, às terças e quartas, no TR BAR - performances, concertos, poesia e convidados especiais.

terça-feira, 28 de agosto de 2012


Procissão em Veneza, Nadir Afonso 

"De 30 de Agosto a 10 de Novembro decorre em Veneza, na sede do Istituto Veneto di Scienze Lettere e Arti, no Palazzo Loredan, a exposição “Nadir Afonso. Dell’a estetica surrealista alla cittá cromática”. Esta exposição, por ocasião da Bienal de Arquitetura, insere-se num conjunto de iniciativas da Fundação Nadir Afonso, no sentido de comemorar os 90 anos do Mestre com uma série de exposições de nível internacional. Desta vez, procura-se enquadrar a figura do arquitecto Nadir Afonso, destacando a sua colaboração com duas figuras principais da arquitetura moderna internacional: Le Corbusier e Óscar Niemeyer, com quem Nadir trabalhou entre as décadas de 40 e 50, primeiro em Paris e depois no Rio de Janeiro e São Paulo (…)

flex/cm/pages/ServeBLOB.php/L/IT/IDPagina/1

Entre as numerosas obras expostas, o artista apresenta o seu tributo a Veneza em três pinturas de diferentes períodos: Le Grand Canal II (1957), onde a perspectiva da visão é distribuída num jogo de formas que evocam o horizonte de Veneza; Campos de San Zanipolo (1965), que desenvolve o perfil da arquitetura no charme rigoroso das cores azul e preto; Procissão em Veneza (2002), onde a Praça de São Marcos surge, qual aparição, num jogo de vorticismo cromático. É precisamente em obras recentes, como esta, que se revelam a força e a determinação do artista em prosseguir uma investigação pessoal sobre a descoberta e aplicação de uma nova linguagem metafísica".

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

velas e navios sobre as águas
[Amável sugestão de Renovar Cliniped


"BIBLIOGRAFIA é um filme-documentário-performance sobre a construção de uma jangada rudimentar e a descida, nela, dos rios Zêzere e Tejo. Nesse percurso quatro tripulantes cumprem a aventura própria e a dos portugueses de há quinhentos anos, misturando o relato de outros tempos e distâncias com a realidade de agora. A jangada - e o filme - flutuarão sobre um caudal de séculos de história, peregrinações e literatura portuguesas.
Um filme produzido pela CAMONE – Associação Cultural e realizado por João Manso e Miguel Manso; direcção de fotografia de Takashi Sugimoto e direcção de som de Nuno Morão. Na jangada flutuam e naufragam Miguel-Manso, Vasco Gato, Tiago Sousa, Natxo Checa e Maria Leite. As filmagens começam em Setembro de 2012"

COMO AJUDAR+CONTACTOS 

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

 ANUAL DE VÍDEO ARTE INTERNACIONAL DE LISBOA

 FUSO2012


Mais uma edição do festival de vídeo arte que aproveita o Verão para convidar os lisboetas a visionar filmes, confortavelmente instalados em espreguiçadeiras colocadas em jardins, terraços e esplanadas ao ar livre e com entrada gratuita.

Este ano, a mostra tem a iniciativa do BES Arte & Finança, do Museu da Electricidade, do Museu do Chiado, do Museu Nacional de Arte Antiga, do claustro do Museu Nacional de História Natural e do Clube Ferroviário.

FUSO, Anual de Vídeo Arte Internacional de Lisboa que, durante quatro dias, percorre temáticas normalmente não incluídas nas programações das galerias e museus teve programação da responsabilidade de Dalia Levin, Françoise Parfait, Isabel Nogueira, Jean-François Chougnet, João Laia, José Drummond e Solange Farkas.

22.08.2012 - 22h00 e 23h30 - Museu da Electricidade - vídeos, curtas / longas em Sessão Competitiva Portugal - atribuição do Prémio Aquisição Fuso/Fundação EDP
23.08.2012 - 22h00 e 23h30 - programa de Françoise Parfait nos jardins do MNAC [a partir das 23h30, "Utopia", de José Drummond]
24.08.2012 - 22h00 - estreia mundial de um filme da franco-argelina Katia Kameli [ programa Chougnet / Museu Nacional de Arte Antiga]

24.08.2012 - 23h30 - "Fronteiras em Movimento: Um diálogo intercultural", programa de Dalia Levin , MNAA.

25.08.2012 - 22h00 e 23h30 23h30 - "Trânsitos Improváveis", programa de Solange Farkas, e "Em cartaz: medidas de austeridade", por João Laia - claustro de Museu Nacional de História Natural.

26.08.2012 - 19h00 - sessão de encerramento - Clube Ferroviário - "O Olhar e a Palavra", Isabel Nogueira

21.08.2012 a 07.09.2012 - exposição "Parede, Chão e Tecto" [curadoria Nuno Crespo] - BES Arte & Finança

terça-feira, 21 de agosto de 2012



Jacob e Wilhelm Grimm
Nos 200 anos da publicação do 1º volume dos 'Contos para a Infância e o Lar', a Sociedade dos Irmãos Grimm e o Museu dos Irmãos Grimm organizam, com patrocínio da Embaixada da Alemanha, do Goethe-Institut, da Fundação Marion Ehrhardt, da Universidade de Aveiro, da Associação Portuguesa de Estudos Germanísticos e do Centro de Investigação de Estudos Germanísticos, a exposição Irmãos Grimm : vida e obra, na Biblioteca Nacional de Portugal, em Lisboa, entre 1 de Agosto e 31 de Outubro de 2012.


Saber mais
http://www.tsf.pt/Programas/programa.aspx?content_id=2316097&audio_id=2365250


quarta-feira, 15 de agosto de 2012



LIVROS INTERVENCIONADOS

A decorrer na Casa de Camilo - Museu/Centro de Estudos, S. Miguel de Seide , até 26 de Outubro de 2012, a exposição apresenta um conjunto de livros que contêm  intervenções em matrizes diversas desde críticas a ilustrações, desenhos, comentários pessoais, umas de natureza humorística, outras de cariz mais satírico, com registos de Mário Cesariny, Cruzeiro Seixas e Manuel Patinha

Em Todas as Ruas te Encontro
 
Em todas as ruas te encontro
em todas as ruas te perco
conheço tão bem o teu corpo
sonhei tanto a tua figura
que é de olhos fechados que eu ando
a limitar a tua altura
e bebo a água e sorvo o ar
que te atravessou a cintura
tanto    tão perto    tão real
que o meu corpo se transfigura
e toca o seu próprio elemento
num corpo que já não é seu
num rio que desapareceu
onde um braço teu me procura
Em todas as ruas te encontro
em todas as ruas te perco

Mário Cesariny, in "Pena Capital"


domingo, 12 de agosto de 2012

A Arte da Viagem



"Paul Theroux viaja há 50 anos. Para assinalar a data, reuniu em A Arte da Viagem uma série de textos, referências, reflexões, citações, conselhos de viagem, pequenas histórias, excertos de obras de outros autores, bibliografia de viagem, etc. Um livro que se abre ao acaso, se lê à medida, e do qual decerto não se poderá dizer o que Mark Twain disse de outros: "Quando penso como fui enganado pelos livros de viagens (...), só me apetece comer um turista ao pequeno-almoço." Algo aparentado, aliás, ao que escreveu Theroux em The Happy Isles of Oceania: "É quase axiomático que logo que um lugar ganha a reputação de ser um paraíso se torna um inferno.""
Ana Cristina Leonardo, Expresso

quarta-feira, 8 de agosto de 2012



O Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz expõe, desde Maio e até 2 de Setembro de 2012, a coleção Ernst Lieblich, composta por mais de 40 obras de Arte Portuguesa, Moderna e Contemporânea. [Albuquerque Mendes, Ângelo de Sousa, Francisco Laranjo, Gerardo Burmester, Pedro Calapez, Nikias Skapinakis, Júlio Resende, Nadir Afonso…].

terça-feira, 7 de agosto de 2012




Tarefas infinitas


O ciclópico acto
Luiza Neto Jorge (1939-1989) ; Jorge Martins (1940)
FCG – Biblioteca de Arte [LA 127] © Jorge Martins, SPA, 2012
Foto: Carlos Azevedo


Quando a arte e o livro se ilimitam

"Esta não é apenas uma exposição de livros, mas de obras de arte onde o livro tem uma presença determinante - pinturas, filmes, esculturas e instalações - numa montagem que aproxima livros iluminados medievais e obras de arte contemporâneas e livros ilustrados do século XVII ao lado de filmes ou livros conceptuais do século XX.

Propõe-se, assim, uma reflexão sobre os limites da arte e do livro por vir. Mostra-se o livro enquanto laboratório de experiências estéticas, que abre um horizonte infinito de possíveis à arte, interrogando e alargando também a nossa conceção “segura” e tradicional de livro.

O ponto de partida deste percurso são as coleções do Museu Calouste Gulbenkian e da Biblioteca de Arte.
"

Até 21 de Outubro de  2012
Museu Calouste Gulbenkian
Curador: Paulo Pires do Vale

quinta-feira, 2 de agosto de 2012


César Vallejo


E SE DEPOIS DE TANTAS PALAVRAS

E se depois de tantas palavras,
não sobrevive a palavra!
Se depois das asas dos pássaros,
não sobrevive o pássaro parado!
Mais valeria, na verdade,
que coma tudo e acabemos!

Ter nascido para viver na nossa morte!
Levantar-se do céu rumo à terra
por seus próprios desastres
e espiar o momento de apagar com a sua sombra as suas trevas!
Mas valeria, francamente,
que comam tudo e tanto faz!…

E se depois de tanta história, sucumbirmos,
não já na eternidade,
mas dessas coisas simples, como estar
em casa ou pôr-se a matutar!
E se em seguida descobrirmos,
subitamente, que vivemos,
a avaliar pela altura dos astros,
pelo pente e as nódoas do lenço!
Mais valeria, na verdade,
que comam tudo, sem dúvida!

Dir-se-á que temos
num dos olhos muita pena
e também no outro muita pena
e nos dois, quando olham, muita pena…
Então… Claro!… Então… nem uma só palavra!

"Antologia Poética" relógio d'água, 1992 trad. José Bento