sexta-feira, 18 de julho de 2014

Walk &Talk 

upmagazine-tap.com


FESTIVAL INTERNACIONAL DE ARTE PÚBLICA

AÇORES | 2014

Contando com a presença de mais de cinquenta jovens e consagrados artistas, de múltiplas nacionalidades, realiza-se em Ponta Delgada, Açores, entre 18 de Julho e 03 de Agosto, a 4ª Edição do Festival Walk and Talk que, em 2014, incorpora as secções: CIRCUITO DE ARTE PÚBLICA | PROJECTOS ESPECIAIS | ART TALKS | MÚSICA | RESIDÊNCIAS ARTÍSTICAS | GALERIA W&T e se afirma como um manifesto para a arte pública.
[“a nossa presença aqui prova a relevância do Walk and Talk no contexto turístico da região, que é um sector estratégico para a inovação e o desenvolvimento dos Açores. A promoção deste destino, combinando os valores cultura e natureza, resulta numa cooperação importante e sustentável entre ambos os sectores” - Jesse James, Director Criativo do Festival Walk & Talk] 

quinta-feira, 17 de julho de 2014

quarta-feira, 16 de julho de 2014

The Ballad of the Fallen 


1937 - 2014

[Sob o original Milonga del fusilado]

Milonga del fusilado

No me pregunten quién soy
ni si me habían conocido.
Los sueños que había querido
crecerán, aunque no estoy.
Ya no vivo, pero voy
en lo que andaba soñando.
Y otros, que siguen peleando,
harán nacer otras rosas;
en el nombre de esas cosas
todos me estarán nombrando.

No me recuerden la cara,
que fue mi cara de guerra,
mientras que hubiera en mi tierra
necesidad de que odiara.
En el cielo que ya aclara
sabrán cómo era mi frente.
Me oyó reír poca gente,
pero mi risa ignorada
la hallarán en la alborada
del día que se presiente.

No me pregunten la edad,
tengo los años de todos;
yo elegí entre muchos modos
ser más viejo que mi edad,
y mis años de verdad
son los tiros que he tirado.
Nazco en cada fusilado
y aunque el cuerpo se me muera,
tendré la edad verdadera
del niño que he liberado.

Mi tumba no anden buscando,
porque no la encontrarán.
Mis manos son las que van
en otras manos tirando,
mi voz, la que está gritando,
mi sueño, el que sigue entero.
Y sepan que solo muero
si ustedes van aflojando,
porque el que murió peleando
vive en cada compañero.



Era uma vez… Ciência para quem gosta de histórias

“ (…) Será possível construir uma casa de palha que resista ao sopro do lobo? E uma máquina que desmascare as mentiras do Pinóquio? Porque tinha afinal o lobo uma boca tão grande? Conseguimos dar uma ajudinha à Hansel e ao Gretel para encontrar o caminho de volta para casa? Poderá o João ter uma pegada maior do que a do gigante? Teria a Branca de Neve um problema sério de despigmentação? (…)”

A ciência por todo o lado - Exposição interactiva de ciência e tecnologia em volta dos conceitos relativos ás ciências naturais, (a Física, a Química, a Matemática, a Geologia, a Biologia) e de outros campos do saber, mais ligados às ciências sociais.


Produção
Colaboração científica

Acompanhamento e consultoria
Pavilhão do Conhecimento - Centro de Ciência Viva
Parque das Nações Alameda dos Oceanos, lote 2.10.01

Até 13 de Agosto de 2014-07-16

terça-feira, 15 de julho de 2014

PALAVRAS ELÉCTRICAS


De base multidisciplinar - performance, vídeo, fotografia, instalações, literatura - as Electric Words surgem em contextos muito diversos, como telhados de teatro ou espaços públicos mostrando palavras, pequenas mensagens, elementos com força suficiente para provocar a surpresa e despertar a curiosidade. Este trabalho de Tim Etchells, o Artista na Cidade 2014, cruza néons antigos e novas produções

Avenida Brasília, Central Tejo, Portão Poente
1300-598 Lisboa

segunda-feira, 14 de julho de 2014


A Volta ao Mundo em 80 Dias


"Philleas Fogg vai dar a volta ao mundo em 80 dias. Vai visitar os lugares mais exóticos do nosso planeta, conhecer novos povos, novas culturas. Vai viajar de comboio e de barco. E vai ser bem sucedido, vai uma aposta?"

bYfurcação teatro
Rua da Escola Politécnica, 56 Lisboa 
Até 28 SETEMBRO 2014 [Disponível durante a semana para escolas e grupos organizados] | Sábados às 16h | Domingos às 11h e às 16h

sexta-feira, 4 de julho de 2014


Festival de Teatro de Almada

Fundado em 1984, pelo ator e encenador Joaquim Benite, o Festival de Almada, 31ª Edição, tem início hoje, 04 de Julho e desenvolve a sua programação até dia 18, ocupando espaços tão distintos como, entre outros, o Teatro Municipal D. Maria II, o Centro Cultural de Belém (CCB) ou a Sociedade Incrível Almadense e complementando-se com espetáculos de rua, colóquios, concertos, sessões de cinema e tertúlias diversas.
Vão estar presentes ao certame companhias de teatro de Itália, França, Alemanha, Eslovénia, Canadá, Espanha, Inglaterra e Argentina, país em destaque que vai ser representado por cinco companhias do novo teatro argentino.
O actor Luís Miguel Cintra é a personalidade homenageada, também através da exposição relativa à sua vida e actividade, organizada pela coreógrafa Cristina Reis.

A peça “Orquídeas”, Pippo Delbono, vai abrir o Festival que conta com vinte e três peças de teatro dentre as quais, 6 são estreias: "Canções i comentários", espetáculo musical de Rui Catalão | "Cais Oeste" | "Círculo de Transformação em Espelho" | "Os negros e os deuses do norte" | "Libretto" | "Paisagem desconhecida" 

quinta-feira, 3 de julho de 2014

http://bairrodoslivros.wordpress.com/2014/07/02/o-porto-vai-ter-um-festival-do-livro-em-julho-descontos-e-animacao/