quarta-feira, 19 de agosto de 2015


Kurant, (2011–12)
   


Uma prateleira de livros que contém literatura não escrita, livros só mencionados 


A Literatura em potência

[Txt traduzido da nota de abertura]

Em  Phantom Library, (2011–12), Kurant concebeu um conjunto de livros cuja existência só fora aflorada por personagens em obras da ficção de Jorge Luis Borges, Philip K. Dick, e Vladimir Nabokov. (…)

Kurant colheu informação em cada trama, em cada personagem, em cada tema; criou, para cada volume, uma sobrecapa e uma identidade gráfica individual; além disso, posteriormente, legitimou-os com um código de barras e um ISBN que integraram estes volumes no mercado editorial mundial. Embora, na sua maioria, estejam vazios, algumas páginas de certos livros são intercaladas com imagens a preto e branco que representam estrelas e planetas no espaço, aludindo à expansiva possibilidade de realizar o irreal e à insignificância do individual no meio de forças maiores.



Sem comentários:

Enviar um comentário