sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

A palavra
 
Se eu soubesse a palavra,
a que subjaz aos milhões das que já disse,
a que às vezes se me anuncia num súbito silêncio interior,
a que se inscreve entre as estrelas contempladas pela noite,
a que estremece no fundo de uma angústia sem razão,
a que sinto na presença oblíqua de alguém que não está,
a que assoma ao olhar de uma criança que pela primeira vez interrogou,
a que inaudível se entreouve numa praia deserta no começo do Outono,
a que está antes de uma grande Lua nascer,
a que está atrás de uma porta entreaberta onde não há ninguém,
a que está no olhar de um cão que nos fita a compreender,
a que está numa erva de um caminho onde ninguém passa,
a que está num astro morto onde ninguém foi,
a que está numa pedra quando a olho a sós,
a que está numa cisterna quando me debruço à sua borda,
a que está numa manhã quando ainda nem as aves acordaram,
a que está entre as palavras e não foi nunca uma palavra,
a que está no último olhar de um moribundo, e a vida e o que nela foi fica
a uma distância infinita,
a que está no olhar de um cego quando nos fita e resvala por nós,

 – se eu soubesse a palavra,
a única, a última,
e pudesse depois ficar em silêncio para sempre…


in: Uma Esplanada sobre o mar 

terça-feira, 26 de janeiro de 2016


Flash Art’, Revista de Arte e Plataforma Editorial de frequência bimensal, comprometida com o movimento cultural contemporâneo. 
Trata-se de uma das mais antigas revistas de arte da Europa, editada pela primeira vez em 1967, em Roma, e o sítio flashartonline.com conta a sua própria, rica e indispensável história

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

As Bibliotecas Itinerantes de Lisboa






Em Lisboa, desde 1961, levam livros para o público em geral e prestam serviços diversos: Consulta de presença, Empréstimo Domiciliário, Empréstimo Inter-BLX, Reserva de Documentos, Referência e Consulta do Catálogo das BLX, Acesso gratuito à Internet.
Serviço de Bibliotecas Itinerantes
Rua Maria Violante Vieira, Zona F,
Edifício B, Lotes 9 e 10, Loja 2 e 3
1500-350 Lisboa
Contactos:
Tel: 21 817 05 44
E-mail geral: bib.itinerantes@cm-lisboa.pt
E-mail do serviço de empréstimo: bib.itinerantes.emp@cm-lisboa.pt

Outras Bibliotecas Itinerantes no país:

Aveiro [8] | Beja [4] | Braga [4] | Bragança [1] | Castelo Branco [1] | Coimbra [3] | Évora [3] | Faro [3] | Guarda [3]| Leiria [5] | Lisboa [2] | Porto [9] | Santarém [3] | Setúbal [2] | Viana do Castelo [4] | Vila Real [4] | Viseu [9] | Açores [1] 
UM MUNDO DE HISTÓRIAS




No Museu da Marioneta, aberto a pais e filhos que queiram descobrir histórias e segredos das marionetas.

O que é uma marioneta? Uma marioneta é qualquer objecto usado como personagem numa representação teatral. Quando falamos de marionetas, falamos do objecto, da escultura, de estéticas, das artes plásticas, mas falamos também de cenografia, de coreografia, de teatro. Quando falamos de marionetas, falamos de narrativas, de histórias, de oralidades, de animação. E falamos ainda de design, de moda. 
Quando falamos de marionetas, falamos de magia.” 
(in:http://museudamarioneta.pt/gca/?id=78&pais=0&prod=5059)

23 Janeiro, 27 Fevereiro, 19 Março

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016


BIENAL INTERNACIONAL DE ILUSTRAÇÃO PARA A INFÂNCIA
7ª Ed. | 2016

 De um conjunto de 1700 participações de 72 países, a actual edição da Ilustrarte faz uma mostra de 50 ilustradores, selecionados por um júri constituído por Serge Bloch, ilustrador; Juanjo Oller, editor e ilustrador; Johanna Benz, ilustradora que venceu a edição de 2014 e JoanaAstolfi, arquiteta.





As ilustrações de Violeta Lópiz para o livro “Amigos do peito”, de Cláudio Thebas, publicado em 2014 pela Bruaá, foram as vencedoras. Foram atribuídas menções especiais à belga Ingrid Godon, ao espanhol Jesus Cisneros e à italiana Claudia Palmarucci que estarão também presentes no Museu da Electricidade.

Catarina Sobral, Joana Estrela, Teresa Lima, Daniel Moreira, são alguns dos ilustradores portugueses seleccionados.

A partir de dia 21 de Janeiro de 2016, no Museu da Electricidade, Lisboa

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

CAMÕES POR DESCOBRIR

Integrante da Exposição dos livros de Camões de D. Manuel II, realiza-se, na Fundação Calouste Gulbenkian e nas datas indicadas, o seguinte programa de DEBATES  com interesse para os camonistas, professores e alunos [sempre às 18.00H].

Camões, herói romântico (?) 
Vanda Anastácio (moderadora)
Ofélia Paiva Monteiro
3 de dezembro
Camões sob condição: a(s) Censura(s) dos textos camonianos 
Hélio J.S. Alves (moderador)
Isabel Almeida
7 de janeiro  
A arte e o engenho de (se) dizer: a autobiografia na obra de Luís de Camões 
Maria do Céu Fraga (moderadora)
Maria Vitalina Leal de Matos 

http://www.triplov.com/map/dicionario/ccc/camoes/index.htm

14 de janeiro
Camões, tema maior do ensaísmo português 
Entrevista a Eduardo Lourenço
Por José Augusto Cardoso Bernardes
21 de janeiro 
Os Rostos de Camões 
Raquel Henriques da Silva (moderadora)
Vítor Serrão
28 de janeiro  
Camões na Escola de Portugal: uma presença sem faltas 
Rui Afonso Mateus (moderador)
Maria Ana Ramos
11 de fevereiro